A audição do bebê

Tempo de leitura: 3 minutos

O perfeito funcionamento da audição direcionará a produção da fala desse bebê. A audição, diferentemente da visão, é um sentido que recebe informações sem que façamos nada, porque permanece conectado e não é preciso dirigi-lo de forma consciente.

Estimular a audição do seu bebê acarretará inúmeros benefícios, para o desenvolvimento da fala e das habilidades escolares.

O bebê começa a ouvir todos os sons a partir da 20a semana do período gestacional, e desde o nascimento, a voz da mãe o acalma e o tranquiliza, assim como a batida do coração, lembram as experiências sonoras da vida intra-uterina.audição do bebê 1

Durante o primeiro mês de vida é aconselhável falar com o bebê sempre próximo ao rosto dele, de frente. Colocar sons suaves, móbiles no berço.

Um estímulo auditivo adequado vai determinar que o bebê possa reconhecer os sons do ambiente e responder a eles.

É preciso evitar expor o bebê ao ruído. O sistema auditivo do bebê está em desenvolvimento e som alto causa um dano irreversível as células que ficam na cóclea, quando essas células são lesionadas ocorre a perda auditiva.

A mãe estimulará a audição do bebê através da entonação da voz, fazendo diferentes barulhos e cantando. Para isso é recomendável aproveitar ocasiões como o banho, as trocas de fralda, ou qualquer outro momento em que a criança esteja tranquila e cômoda, para brincar.

Sempre faça as mesmas brincadeiras com o bebê, repetições possibilitam que aos poucos esse bebê vá reconhecendo os sons.

Acompanhe o desenvolvimento da audição do seu bebê.

Fique atenta e saiba como a criança deve reagir ao som:

O recém- nascido diante de um barulho brusco, imediatamente se assusta e logo despertará.

audição do bebê 3Com 3 meses- Se interessa pelos sons e quando gostar do barulho agitará os braços e emitirá algum balbucio como resposta. O estímulo sonoro preferido nesses primeiros momentos é a voz materna, que não somente o alegra, como também o tranquiliza.

Com 4 meses- Buscará a procedência do som com o olhar para ver o que produz o som. No princípio a busca é muito rudimentar, mas depois será cada vez mais segura.

Com cinco a seis meses- Começa a imitar os sons feitos pelos adultos.

Segundo semestre- O bebê busca lateralmente e para baixo a fonte sonora, o objeto ou a pessoa que emitiu o som.

Com 12 meses- Já consegue localizar a fonte sonora para cima, situada no alto.

Um ano e meio- O bebê é capaz de encontrar a fonte sonora em qualquer direção: para cima, para baixo, para os lados e para trás.audição do bebê 6

Vinte e quatro meses- Localiza os sons em todos os ângulos.

Conforme a audição vai se desenvolvendo a criança desenvolve a fala e aumenta seu vocabulário.

É  importante que todo recém-nascido faça antes da alta hospitalar, o teste da orelhinha que tem como o objetivo avaliar a audição do bebê e detectar precocemente patologias e má formações auditivas.

Vamos ajudar outras mamães que precisam desse conhecimento, compartilhe esse artigo nas redes sociais, vamos alcançar o máximo de mamães.

Temos novos vídeos em nosso canal no youtube, acesse o link:

https://www.youtube.com/channel/UC8Ng2rZb_QG1dh_9MucQZ0w

 

 

Sobre Flávia Rohan

Consultora em Amamentação, Fonoaudióloga, Psicomotricista, Pós-graduada em Motricidade Oral e Audiologia Clínica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *