A hora do parto

Tempo de leitura: 3 minutos

O parto é um momento de grande intensidade, uma vivência que marca para sempre a vida de uma mulher. É a preparação natural para a maternidade. Você terá a chance de experimentar sensações e sentimentos que podem fortalecê-la enquanto mulher e mãe.

Perto da data do parto você poderá sentir sua barriga endurecer, como contrações que não durem muito tempo. Antes de pensar em sair para o hospital, tome um banho, repouse e veja se essas contrações continuam fortes e regulares. Pode ser que ainda não seja o trabalho de parto, mas só um treino. Dias antes do parto poderá sair por sua vagina um muco grosso amarelado, como uma clara de ovo, com manchas de sangue, é o tampão mucoso. Este é um sinal de que o parto está próximo.

As contrações do trabalho de parto são como uma massagem para estimular seu bebê para a vida aqui fora. Para o bebê o trabalho de parto é um amadurecimento dos pulmões e do sistema de defesa natural do organismo.

O trabalho de parto pode durar em média de 8 a 12 horas. O medo e o estresse podem prolongar esse período; sentir-se tranquila e confiante pode ajudar a diminuí-lo. Portanto, não se apavore quando surgirem os primeiros sinais; você terá tempo suficiente para se organizar e chegar oa local do parto.

Sinais que indicam o início do trabalho de parto:

  •  Se a sua barriga endurecer a cada 5 minutos, por 30 segundos ou mais, permanecendo assim por mais de uma hora.
  • Se você perder líquido pela vagina, que escorra pelas pernas, molhe a roupa ou a cama (isso é o rompimento da bolsa). Neste caso, mesmo que não sinta as contrações, você deve ir à maternidade, pois precisa ser avaliada por um médico.

Comparação entre a cesárea e o parto normal:

Cesárea:


  • Mais dor e dificuldade para andar e cuidar do bebê após a cirurgia.
  •  A descida do leite demora de 3 à 7 dias. O bebê precisa estimular a produção do leite através da sucção no mamilo.
  • Mais risco de febre, infecção, hemorragia.
  • Mais risco do bebê nascer prematuro, ficar na incubadora, ser afastado da mãe e demorar a ser amamentado.
  • Mais riscos do bebê desenvolver alergias e ter problemas respiratórios na idade adulta.

Parto Normal:

  • Rápida recuperação, facilitando o cuidado com o bebê após o parto.
  • Menos riscos de complicações favorecendo o contato pele a pele imediato com o bebê e o aleitamento.
  • Menor risco de complicações na próxima gravidez, tornando o próximo parto mais rápido e fácil.
  • Para o bebê na maioria das vezes, ele vai direto para o colo da mãe.
  • O bebê nasce no tempo certo, seus sistemas e órgãos são estimulados para a vida por meio das contrações uterinas e da passagem pela vagina.

A cesárea pode ser importante e necessária para salvar a vida da mulher e da criança no caso de uma gravidez de risco.

Não deve ser, porém, uma opção de parto e sim uma indicação médica, como no caso de o bebê estar atravessado ou em sofrimento, quando o cordão ou a placenta está fora do lugar e impedindo a saída do bebê pelo canal vaginal, quando a mãe sofre de uma doença grave, entre outras razões.

Cesariana é uma cirurgia de grande porte que pode apresentar riscos para a mulher e para o bebê se for realizada sem a necessidade.

Converse muito sobre esses assunto com seu obstetra e que você tenha a melhor hora e um parto bem-sucedido.

Faça uma visita na maternidade e conheça o espaço isso a deixará segura.

Sobre Flávia Rohan

Consultora em Amamentação, Fonoaudióloga, Psicomotricista, Pós-graduada em Motricidade Oral e Audiologia Clínica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *