Como estimular a inteligência dos bebês?

Tempo de leitura: 1 minuto

Como estimular a inteligência dos bebês?

O cérebro dos bebês está ampliando suas conexões neurais a todo instante. É uma fase rica, cheia de descobertas e nessa fase os pais devem aproveitar para estimular as habilidades de seus filhos.inteligência dos bebês 2

O melhor lugar para a criança aprender é no chão e não no colo, no berço ou no carrinho o tempo todo.

Criança precisa de espaço, de liberdade para explorar e descobrir. Portanto, a melhor maneira é colocar nossos pequenos no chão e deixar que se soltem.  Verifiquem os perigos e façam adaptações seguras no local, a infra estrutura tem que favorecer a segurança.

O ideal é colocar vários brinquedos coloridos espalhados em cima de um tapete de EVA. Esse tipo de tapete faz com que a criança sinta-se mais confortável e também mais segura pois não escorrega e não machuca no caso de um tombo. Desde bebês devemos colocá-los no chão.

inteligencia do bebê

Os brinquedos são a motivação e estímulos necessário para que eles rolem, sentem, engatinhem, levantem e futuramente andem, além de contribuir com o desenvolvimento da linguagem, aumentando o vocabulário da criança.

Criança precisa de novidades. Devemos ficar atentos ao tipo de brinquedo. Compre brinquedos de acordo com a faixa etária da criança.

Quando pequenos esses brinquedos devem ser de pelúcia (de preferência os antialérgicos), macios, com músicas suaves.

Aos poucos podemos inserir outros brinquedos de consistência mais dura e com barulhos mais fortes.inteligência dos bebês 4

Lembrar sempre que estimular é despertar o conhecimento da criança, tem que ser feito com amor.

Criança também precisa de colo, carinho, aconchego, silêncio e de seu berço para descansar. Tudo deve ser dosado da melhor maneira possível sempre.

A criança aprende brincando. Brinque com seu filho, faça desse momento um espaço de descobertas, converse bastante com ele, cante músicas e leve-o para passear.

Sobre Flávia Rohan

Consultora em Amamentação, Fonoaudióloga, Psicomotricista, Pós-graduada em Motricidade Oral e Audiologia Clínica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *