Estomatite no bebê

Tempo de leitura: 2 minutos

Estomatite no bebê

Seu bebê não consegue parou de comer, está com febre, irritado?

Fique atenta mamãe! Isso pode ser sinal de estomatite.

Estomatite é uma infecção viral bastante comum em crianças que provoca várias aftas na boca e garganta, causando muitas vezes grande desconforto e dor.Estomatite no bebê 2

Apesar de atingir pessoas de ambos os sexos e de qualquer idade, é na criança que seus sintomas são mais sentidos. Sua gravidade e localização depende muito do tipo de vírus que está provocando a estomatite.

As lesões podem aparecer nas gengivas, na parte interna das bochechas, no fundo da boca, nas amígdalas, na língua, no palato duro. As gengivas podem ficar ainda inflamadas e sangrar facilmente.

Como essas aftas costumam ser doloridas, seu filho possivelmente ficará choroso, vai babar mais que o de costume e perderá o apetite e até a sede (dificuldades para engolir qualquer tipo de alimentos). Mau hálito também pode aparecer, e os gânglios do pescoço tendem a ficar inchados e sensíveis.Estomatite no bebê 9

Esse quadro pode levar de uma semana até 10 dias para sua total recuperação.

O tratamento da estomatite deve observar os sintomas gerais. A primeira coisa para lembrar é que, como é uma infecção causada por vírus, antibióticos não fazem efeito.

Nesse caso o indicado é analgésicos e antitérmicos para diminuir a dor e a febre. A febre  pode chegar a 40 graus Celsius.

Se o seu bebê estiver com esses sintomas,  procure  seu pediatra para orientá-la. Nunca medique seu filho sem orientação médica.

O importante nessa hora é fazer a limpeza da boca, pelo menos alguma tentativa  para manter o ambiente bucal  menos propício para o desenvolvimento e infecções com complicações.

Dicas

Embora a criança não tenha vontade de beber nada por causa da dor ao engolir, é necessário mantê-la hidratada. Tente oferecer bebidas mais frias, não ácidas e não gasosas, ofereça milk shakes, suco de maça, sorvete, iogurte. Procure dar alimentos mais frios e comidas menos temperadas, macarrão só na manteiga ou com azeite e purê de batata ou mandioquinha.

Evite laranja, abacaxi, morango, limão, kiwi, tomate e alimentos com muito sal, pimenta e alho.

A criança descobre o mundo pela boca, e nessa fase, é importante ficar atenta e manter sempre a higienização dos brinquedos utilizados.Estomatite no bebê 10

É difícil impedir a criança de adquirir estomatite já que o vírus está presente em nosso corpo, mas, podemos evitar que outras crianças, venham ser infectadas.

Se o seu filho estiver com estomatite, evite levá-lo para escola, para que outras crianças não adquira e observe sempre como que é o ambiente escolar, se eles tomam algum cuidado nesse sentido.

Exija essa postura da escola e busque o bem estar do seu filho.

 

 

 

Sobre Flávia Rohan

Consultora em Amamentação, Fonoaudióloga, Psicomotricista, Pós-graduada em Motricidade Oral e Audiologia Clínica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *