Etapas do desenvolvimento do bebê até 1 ano de idade

Tempo de leitura: 7 minutos

Com 1 mês: O bebê nessa idade protesta, chora devido à dor, à fome ou ao desconforto. 1 mesFixa os olhos na mãe em resposta a seu sorriso. Possui um ligeiro seguimento com os olhos. Não retém os nas mão por muito tempo. Para um bebê entre um a dois meses, as pessoas são vistas como manchas e as cores como se fossem um grande quadro. Aos poucos o bebê se habitua de tal maneira ao ritmo e aos ruídos de casa, que toda modificação de horário, de gestos, de lugar, de berço e mesmo de alimento, o perturba. Assim, toda e qualquer modificação tem de ser feita gradativamente, com muita precaução. Ele se tranqüiliza ao escutar ruídos leves. Já reconhece as vozes de sua mãe e de seu pai.

2 meses 2Com 2 meses: O bebê vira a cabeça ao escutar um ruído. Colocando-se uma lanterna acesa a meio metro de distância do bebê, ele fixa seu olhar na luz por um longo período. Ele percebe a claridade e mostra-se fascinado por cores vivas, como o vermelho e o amarelo.  Gesell afirma que a experiência de luz e cores brilhantes tem tanta importância para a inteligência do bebê quanto os alimentos para o seu estômago. Nessa fase quando houver choro intenso, com lágrimas, o bebê irá acalmar quando visualizar algum objeto sendo agitado na cor laranja ou vermelha.

Com 3 meses: Mantém a cabeça, fixa o olhar , determinando preferência. Faz movimentos espontâneos, repetindo-os do mesmo modo diversas vezes,
percebemos que nesse período o bebê está prestando atenção aos movimentos que faz. Sorri, se alguém à distância de 25cm, provocar o bebê com gestos ou palavras, ele olhará e esboçará um sorriso. Aos três meses ele já é capaz de combinar dois sentidos: a visão e a audição. Balbucia, são os primeiros sons que ele emite.

4 meses3Com 4 meses: O bebê mantém a cabeça erguida quando no colo. Mantém a posição simétrica quando deitado de costas, se apóia nos cotovelos. Observa as próprias mãos, movimenta-as diante dos olhos. Segura um chocalho com as mãos e o examina. Procura utilizar as mãos para alcançar um brinquedo. É tranqüilo com a mãe e mais agitado e brincalhão com o pai. Normalmente é carinhoso. Verbaliza alguns sons (semelhantes ao gargarejo), mostra habilidade para emitir e diferenciar alguns sons, balbucia vogais (A, E, U).

Com 5 meses: Aos cinco meses, o bebê começa a estranhar algumas pessoas, porque é o início da percepção. O que ele teme é o barulho. Quando virado de bruços, ele rola na cama. 5 mesesApóia-se nas palmas das mãos, procurando se levantar. Dar gargalhadas. Inicia-se a manipulação das emoções, procurando tirar partido de momentos de choro e de alegria. Ele já percebe a mudança de ambientes, e olha, espantado, quando é mudado de quarto. Modifica os sons, enriquecendo a variedade de vogais(Ah… Eh…Ih… Uh..). Percebe cores diferentes, quando muito vivas. Segue com o olhar o movimento das pessoas. Os brinquedos deverão ser acessíveis, tocados, mas suficientemente grandes para evitar que possam ser aspirados ou engolidos.


Com 6 meses:
O bebê senta quando é apoiado. Pode virar-se para trás e para frente. Tenta rolar na cama. Já começa 6 mesesa manifestar desagrado. Usa as mãos para pegar algo, bater e apertar. Tenta vocalizar vogais e consoantes, é importante nesse momento a mãe começar a falar com o bebê com linguagem adulta e não com palavras no diminutivo e jargões. Ele reconhece as pessoas da sua família. Mostra-se consciente da presença de estranhos, porém não demonstra reação definida. Brinca com seu primeiro boneco de borracha, de pano ou de plástico. Apanha um objeto, apertando-o com os dedos. Livra-se de algum pano colocado em seu rosto. Começa a diferenciar o gosto da comida.

Com 7 meses: O bebê se senta com maior facilidade, sozinho, inclinado para frente. 4 mesesMovimenta-se voluntariamente, arrastando-se ou rolando em direção a algum objeto distante que atrai sua atenção. Ele chora alto. Grita (emite sons agudos), demonstra raiva. Alcança e pega objetos e os transfere de mãos. A percepção clara do fonema M, sobretudo quando chora, é notada. Aprende a se divertir, emitindo sons de algumas vogais e consoantes, formando sílabas dá-dá-,pá-pá. Põe os dedos dos pés na própria boca. Um bichinho de pano, de borracha ou de plástico é muito importante para ele. Nessa idade a criança morde tudo, por isso gosta de brinquedos que possa segurar, morder e bater. Começa a desenvolver sensivelmente a memória.

8 meses1Com 8 meses: O bebê consegue sentar sozinho e olhar ao seu redor. Levanta-se, quando ajudado, com as duas mãos. Não pára de brincar. Já está engatinhando. Começa a apresentar sintomas de ansiedade. Diferencia pessoas amigas de estranhas, respondendo a estas com violentas reações de temor. Ao ser examinado pelo pediatra, fica-o vigiando com cara de desconfiança ou contrariedade, e de repente, após alguns momentos, apavorado, procura os braços de sua mãe. Puxa os cabelos. Transfere de mão os brinquedos, percebe quando eles caem e procura apanhá-los. Mima seus brinquedos. Pratica os fonemas B e P.

9 mesesCom 9 meses: Suspenso, quando encosta os pés no chão, faz movimentos para andar. Gosta de companhia. Prefere engatinhar e é capaz de rolar e sentar sozinho. Demonstra habilidades de diferenciar tonalidades, imitando modificações de vozes que escuta ao seu redor, ao mesmo tempo que também começa a imitar expressões faciais. Já segura a mamadeira ou o copo de transição, levando-o à boca, aprende gracinhas, pisca os olhos. Pode-se treinar a mastigação, apesar de ele ainda não ter os molares, dando-se, após as refeições, biscoitos ou torradas. Brincará feliz e se divertirá com uma bola, uma colher ou uma pá.

Com 10 meses: Fica de pé, segura-se à grade do berço, apreende melhor os objetos,10 meses porque o polegar já se opõe aos outros dedos.  Demonstra reações de desagrado quando privado d companhia de pessoas conhecidas. Já diz ”papá”, ”mamá”, “dá” ou outra palavra, de acordo com seus desejos. De 10 a 12 meses começa a descobrir que algumas combinações de sons, repetidas muitas vezes, trazem a possibilidade de ele conseguir realizar seus desejos, principalmente a milagrosa combinação “mamá”, com a qual obtém tudo aquilo que deseja:alimento, colo e diversão. Ele é capaz de fazer algumas imitações, dá até logo com as mãozinhas e bate palmas. Come biscoitos sozinhos. Usa o dedo indicador para exploração.

11 meses1Com 11 meses: O bebê senta para apanhar uma bola. Dá uns passos, levado pela mão. Manifesta sinais de irritação ( fica rabugento ), exprime alegria. Nota outras crianças e se aproxima. Entende palavras repetidas. Obedece a algumas ordens. Imita o que ouve e exprime algumas palavras de acordo com o seu desejo. Tem noção de tempo e espaço, compreendendo expressões, como “onde?” e “aqui”, voltando o olhar para o lugar apontado. Segura o copo para beber. Puxa os adultos para brincar. Compre para o bebê nessa idade brinquedos que possam ser montados, como grandes cubos de encaixe.

Com 12 meses: O bebê começa a dar os primeiros passos sozinho. Deverá ficar de pé, amparado, mostrando preferência por uma das mãos para pegar objetos.12 meses Geralmente fica encabulado na presença de estranhos. Coloca objetos dentro do seu copo. Procura encaixar dois cubos. Articula pelo menos quatro palavras. Compreende, respondendo uma ordem (dê-me isso!). Já aprendeu a usar duas ou três combinações de sons para obter comida e brinquedos. Neste período é uma grande alegria brincar com os ruídos vocais, ficando durante minutos seguidos emitindo-os só para se divertir. Coopera quando o vestem. Segura o copo para beber. Em alguns casos, tenta usar a colher. Gosta de atirar objetos no chão, de propósito. É uma nova habilidade que ele descobriu, e se a mãe os apanhar e devolver, ele pensará que é uma brincadeira, e ficará, indefinidamente, jogando-os no chão. Segundo alguns psicólogos, a volta do brinquedo, após ser lançado repetidas vezes no chão, dá segurança ao bebê de que as coisas e as pessoas que vão, voltam, principalmente os pais.

Sobre Flávia Rohan

Consultora em Amamentação, Fonoaudióloga, Psicomotricista, Pós-graduada em Motricidade Oral e Audiologia Clínica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *