Saúde da Gestante

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Principais exames e as vacinas durante o pré-natal

Tipagem sanguínea e fator Rh – identifica seu tipo de sangue. Se a gestante tem Rh negativo e o pai do bebê tem Rh positivo, ela deve fazer um outro exame durante o pré-natal, o Coombs Indireto. Após o nascimento, caso o bebê tenha Rh positivo, a mulher deverá tomar uma vacina em até 3 dias após o parto, para evitar problemas na próxima gestação. Essa vacina está disponível pelo SUS.

Hemograma – identifica problemas como, por exemplo, anemia (falta de ferro no sangue), que é comum na gravidez e deve ser tratada.

Eletroforese de Hemoglobina – identifica a doença falciforme ou a talassemia, que são hereditárias e requerem cuidados especiais na gravidez.

Glicemia – mede a quantidade de açúcar no sangue. Se estiver alta, pode indicar diabete, que deve ser cuidado com dieta, atividade física e uso de medicamentos.

Exame de urina e urocultura – identificam a presença de infecção urinária, que deve ser tratada ainda durante o pré-natal.

Exame preventivo de câncer de colo de útero – este exame precisa ser realizado periodicamente por todas as mulheres, de acordo com a necessidade. Procure saber se você gestante tem a necessidade de fazê-lo durante o pré-natal.

Teste rápido de sífilis e VDRL – identificam a sífilis, doença sexualmente transmissível que pode passar da gestante para o bebê durante a gravidez. Em caso de teste positivo, a gestante e seu parceiro devem ser tratados o mais rápido possível. O tratamento da sífilis é simples e eficaz.

Testes de HIV – identificam o vírus causador da Aids, doença que compromete o sistema de defesa do organismo, provocando a perda da resistência e da proteção contra outras doenças. Pode ser transmitida da mãe para o filho durante a gravidez, o parto ou a amamentação. Quanto mais cedo iniciar o tratamento, maior a chance de a mulher e seu bebê ficarem saudáveis. Esse exame tem que ser feito no início do pré-natal.

Teste de malária – deve ser realizado em todas as gestantes da Região Amazônica, quer apresentem sintomas ou não.

Testes para Hepatite B (HBsAg) – identificam o vírus da hepatite B, que pode passar da mãe para o bebê durante a gravidez. Caso a gestante tenha o vírus, seu bebê poderá ser protegido se receber a vacina e a imunoglobulina para Hepatite B nas primeiras 12 horas após o parto.

Teste rápido para Hepatite C (anti-HCV) – identifica o contato prévio com o vírus da Hepatite C, que deve ser confirmado por um outro exame (HCV-RNA).

Exame para o pai – todos os homens adultos, jovens e adolescentes que participam do pré-natal, têm o direito e precisam realizar exames para sífilis (teste rápido e VDRL), anti-HIV (teste rápido), Hepatites virais B e C (testes rápidos), tipo sanguíneo e fator Rh, hemograma, lipidograma, glicose e eletroforose de hemoglobina.

Vacina antitetânica (dT) – Protege contra o tétano no bebê e na gestante. Se você nunca foi vacinada, deve iniciar a vacinação o mais precocemente possível. Se já é vacinada e a última dose foi há mais de 5 anos, deve tomar um reforço.

Vacina contra a Hepatite B – caso a gestante não tiver sido vacinada, deve tomar 3 doses para ficar protegida.

Vacina contra gripe (influenza) – recomenda-se para toda gestante durante a campanha de vacinação.